NOTÍCIAS

Após derrota, Muricy isenta jovens e critica atuação na janela

Com nove desfalques, o técnico Muricy Ramalho foi obrigado a lançar mão de jovens promessas na escalação do Santos para o duelo contra o Náutico. Mesmo com a derrota por 3 a 0, porém, o treinador isentou os atletas da base e preferiu criticar a atuação da equipe na janela de transferências internacionais.

“No final nos abrimos porque não tinha outra alternativa, perder por um ou três gols não faz diferença. Até começamos bem no jogo, mas é um time desentrosado, de garotos. Precisamos ter calma em relação a eles, já esperávamos dificuldade porque é um time que nunca jogou junto”, defendeu o comandante alvinegro, que escalou jovens como Pedro Castro, Leandrinho e Victor Andrade.

O treinador voltou a deixar claro que esperava melhores contratações na janela de transferências. “Deixamos passar a janela, demoramos e isso já foi conversado várias vezes. Claro que existem algumas possibilidades que estamos tratando, mas no momento que você precisa o preço aumenta e se acaba pagando por não ter se organizado no passado”, criticou.

Muricy, porém, se recusou a comentar a possibilidade de rebaixamento. “Ainda é cedo para falar alguma coisa, muito ainda pode mudar, mas para quem está acostumado a ficar na parte de cima é duro brigar embaixo, eu mesmo não estou acostumado com essa situação. Isso foi alertado, mas aconteceu e agora precisamos de calma para reverter, ainda tem muita coisa para acontecer”, finalizou.

Após a derrota, o Peixe ficou na 16ª posição do Campeonato Brasileiro com 13 pontosconquistados. O próximo jogo da equipe paulista será na quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), contra o Cruzeiro.

Fonte:IG Esportes